quinta-feira, 15 de julho de 2010

Joãozinho negociador

   No meio da brincadeira de esconde-esconde o Joãozinho se enfiou no guarda roupas do quarto da mãe. Como ninguém o achava e estava escuro, ele acabou pegando no sono e ficou dormindo dentro do armário, até acordar com alguém entrando lá também. Era o amante da mãe. Surpreendido com a chegada inesperada do marido, o cara teve que se esconder também. Aí o Joãozinho resolveu puxar um papo:

- Tá escuro aqui, né?
- É. - responde o homem meio sem graça.
- Quer comprar minha bola de futebol?
- Não obrigado.
- Tem certeza? – fala o Joãozinho elevando o volume da voz.
- Tá certo. Eu compro. Quanto é?
- Cem reais.
- O que?! Quer dizer, eu pago, afinal não estou em condições de reclamar...
   Daí a pouco...
- Tá escuro aqui né? Diz o Joãozinho.
- Tá, mas vê se fica quietinho está bom? -responde o homem.
- Quer comprar uma camisa do Corinthians? - pergunta o Joãozinho.
-...Quanto?
- Duzentos reais.
- Caraca! Tudo isso? Tá bom, toma o dinheiro.
   No fim de semana, o pai do garoto chama ele para jogar bola no campinho. E o Joãozinho responde:
- Sabe o que é, Pai? Não vai dar. Eu vendi minha bola e minha camisa.
- Vendeu!? Por quanto?
- As duas juntas por trezentos reais.
- Trezentos!? Você roubou o cara! Mas que safadeza! Vai já para a igreja se confessar com o padre!
   Chegando na igreja, Joãozinho entra no confessionário e quando o padre vem ele fala:
- Oi seu padre... tá escuro aqui, né?
- Nem adianta tentar! Não vem com essa história, não. Hoje não vou comprar merda nenhuma!

Nenhum comentário:

Postar um comentário